2 Reis 5

Naamã era um grande comandante do exército da Síria ao qual Deus lhe deu a vitória sobre Israel. Mas ele tinha um problema: era leproso!

Mário Roberto Fagundes falou sobre a expectativa de Naamã..em como ele imaginou a ação do Profeta e como Deus o curaria… Mas Deus é simples! As ordens de Eliseu fora tão simples que Naamã não quis se sujeitar…teve suas expectativas frustradas. Foi quando seu servo lhe disse que, se fosse algo tão grandioso, ele faria para ser curado da lepra, então porque não fazer o que o Profeta dissera e mergulhar-se no rio Jordão??

Assim ele fez, e quando saiu do sétimo mergulho, a Palavra fala que ele saiu com a pele como a de um bebê!!

Inúmeras vezes criamos expectativas diante de Deus e de Seu agir…

Mário nos lembrou de que a única expectativa que devemos ter é a mesma expectativa no coração de Deus: relacionamento com Ele!!

Meditando sobre essa Palavra, pude notar que ficamos frustrados diante de tantas expectativas que criamos sobre praticamente tudo: no trabalho, na familia, com os filhos, com os pais, com o cônjuge, com a igreja do Senhor… nos contatos, com o futuro, com a forma em que Deus agirá para nos livrar ou abençoar.

QUANDO CRIAMOS EXPECTATIVAS, PERDEMOS O AGIR DE DEUS!

Essa frase é intensa e verdadeira.

Expectativa é diferente de FÉ.

EXPECTATIVA é o que quero que aconteça e como eu quero que aconteça

é a certeza de que vai acontecer, do jeito de Deus e como Ele quer que aconteça.

(Sobre pregação de Mário Roberto Fagundes em 2011 – Ji-Paraná/RO)

Anúncios